Milhões em notas falsas estão circulando no Brasil. A pior sobre o dinheiro falso é que não é fácil acompanhar, uma vez que a maioria das estatísticas disponíveis dependem em grande parte do número de notas que foram apreendidas. Além disso, há notas que circulam algumas vezes antes de serem apreendidas. Atualmente, a maioria dos falsificadores usa impressoras a jato de tinta, fotocopiadoras e computadores para ganhar dinheiro, ao contrário do que acontecia no passado, onde precisavam de impressoras especializadas e impressoras pesadas. Isso tornou a falsificação de dinheiro bastante comum.

Como identificar nota falsa?

Os donos de empresas e seus funcionários precisam ser instruídos sobre como identificar o dinheiro falsificado, para que não percam centenas ou milhares de reais em lucro recebendo notas falsas. Reunimos as dicas que instituições financeiras, como a Casa da Moeda, divulgam para ajudar na identificação de notas falsas.

Marca d’água da nota

A marca d’água só pode ser vista quando você segura a nota contra a luz. A marca d’água deve estar na parte da nota da frente em que não há qualquer desenho. Se não houver marca d’água quando você segurar a nota contra a luz, ela será definitivamente falsificada. Nessa área, devem aparecer a figura do animal e o número que corresponda ao valor da nota. O tom dessa marca podem ser claros ou mais escuros.

Fio de segurança das notas

Em uma nota autêntica, há um fio visível que fica próximo ao meio da nota. Esse fio fica “dentro” da nota. A maioria dos falsificadores tenta obter essa aparência imprimindo essa linha na superfície da nota. Se você olhar atentamente para o trabalho deles, verá que o fio está na superfície. Quando o fio da nota autêntica é colocado contra a luz, estará escrito o valor e a palavra “reais”, e apenas nas notas de 10, 20, 50 e 100 reais.

Notas de reais

Estas são as notas de real no novo padrão, com tecnologias mais modernas para evitar a falsificação. (Foto: Quero Ficar Rico)

Alto relevo nas notas e o tamanho

Ao tocar as notas, é mais fácil identificar se ela é verdadeira ou falsa. Em algumas áreas há alto relevo, além das notas terem diferentes tamanhos de acordo com o valor, sendo a de R$2,00 a menor e a de R$100 a maior.

O alto relevo pode ser sentido nas seguintes partes da nota:

  • Na frente, na legenda “República Federativa do Brasil”
  • Nas laterais
  • Nos números indicativos de valor (Obs.: em notas de R$10 e R$20, apenas o número inferior esquerdo tem esse relevo)
  • No verso, na legenda “Banco Central do Brasil”, no animal e no número indicativo de valor (Obs.: em notas de R$20, R$50, e R$100)

Quebra cabeças e número escondido na nota

Ao colocar a nota contra a luz, partes do desenho do verso vão completar as da frente, formando o número do valor da nota. Esse número irá aparecer logo abaixo da legenda “República Federativa do Brasil”, um pouco mais para a esquerda.

Colocando a nota na altura dos olhos na horizontal, também será possível ver o número do valor da nota aparecer no lado direito da nota, ao lado do rosto impresso.

Luz UV na nota, faixa holográfica e número que muda de cor

Quando você colocar a nota sob luz ultravioleta, o número do valor da nota aparecerá na parte esquerda da nota no lado esquerdo. O número de série da nota mudará de cor para amarelo, e pequenos fios se tornarão visíveis na nota com a cor lilás.

Nas notas de R$50 e R$100, haverá uma faixa holográfica. Movimentando a nota, o número do valor da nota vai aparecer, alternando com a palavra “Reais”. A figura do animal ficará colorida. E na folha da nota de R$50 ou no coral da nota de R$100, diversas cores aparecerão em movimento.

Nas notas de R$10 e R$20, ao movimentar a nota, o número na parte da frente superior direita irá mudar do azul para o verde, e uma faixa brilhante parecerá rolar pelo número.

Como se proteger de notas falsas?

Mantenha uma nota suspeita contra um original: Compare as notas e certifique-se de que tudo é o mesmo, como a fonte usada para escrever o número de série, o rosto na nota, a cor, papel, etc. estão comparando-o com é da mesma denominação.

Peça uma nota diferente:  Se você suspeitar durante o processo de pagamento, a melhor coisa a fazer é pedir uma nota diferente.

Certifique-se de estar bem familiarizado com as notas e moedas do Brasil: Saiba onde os números de série e as assinaturas devem estar, e qual presidente deve estar em moedas e notas diferentes.

Invista em tecnologia: Use lâmpadas de ultravioleta, máquinas detectoras de notas falsas, sensores de infravermelho, scanners de tinta magnética para aumentar sua segurança.

Assegure seus negócios contra dinheiro falso: Se você comprar um seguro, poderá fazer uma reclamação contra qualquer perda decorrente de dinheiro falsificado.

Se você descobrir que recebeu dinheiro falso, a melhor coisa a fazer é entrar em contato com a polícia e entregar a nota a eles. A polícia alertará a comunidade empresarial local sobre o incidente, para que todos estejam cientes e atentos ao dinheiro falsificado.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)