O crédito rotativo deve fazer parte do vocabulário de qualquer pessoa que esteja usando um cartão de crédito. Entender os usos, vantagens e desvantagens desse tipo de crédito poderá ajudar a evitar armadilhas e, acima de tudo, ajudar na melhora da sua vida financeira. Vamos entender o crédito rotativo.

O que é crédito rotativo?

O crédito rotativo é um tipo de crédito que pode ser usado repetidamente até um certo limite, desde que a conta esteja aberta e os pagamentos sejam feitos a tempo. Com o crédito rotativo, a quantidade de crédito disponível, o saldo e o pagamento mínimo podem subir e descer dependendo das compras e pagamentos feitos na conta.

Os pagamentos são feitos com base na quantia emprestada, acrescida de uma taxa de juros baseada no saldo. Com o crédito rotativo, você tem a opção de reembolsar o saldo durante um período de tempo ou imediatamente. Se você optar por pagar seu saldo ao longo do tempo, terá que pagar apenas o valor mínimo exigido pelo emissor do cartão de crédito.

Você provavelmente já está familiarizado com dois tipos comuns de crédito rotativo: cartões de crédito e linhas de crédito.

Como funciona o crédito rotativo?

Você pode obter um cartão de crédito no Banco X com um limite de crédito de R$1.000. Você pode fazer compras no cartão a qualquer momento, desde que cumpra os termos (por exemplo, não ultrapasse o limite e efetue o pagamento mínimo no prazo).

Digamos que no primeiro mês você faça R$100 em compras. Você teria R$900 de crédito disponível para outras compras. Você pode pagar seu saldo total de R$100,00, pode efetuar o pagamento mínimo especificado em seu extrato de faturamento ou pode pagar um valor entre o pagamento mínimo e o saldo total. Digamos que você opte por fazer o pagamento mínimo de R$25,00 e seu saldo caia para R$75,00 e o crédito disponível vai para R$925,00.

Você começa no segundo mês, com R$75 e R$925 de crédito disponível. Você é cobrado R$10 em despesas financeiras porque não pagou seu saldo integralmente no mês passado. Você faz mais R$100 em compras, elevando seu saldo para R$185 (o saldo anterior + juros + seus novos pagamentos) e seu crédito disponível é R$815. Mais uma vez, você tem a opção de pagar o saldo integral ou fazer o pagamento mínimo. Você escolhe pagar integralmente dessa vez. Você paga o saldo total de R$185, trazendo seu saldo para R$0 e o crédito disponível de volta para R$1.000 para iniciar o mês três.

Os juros de crédito rotativo rapidamente se acumulam e, com o tempo, você poderá acabar altamente prejudicado, pagando mais juros do que realmente pagando pelos valores que comprou no cartão.

Cuidado com crédito rotativo

O crédito rotativo está presente nos cartões de crédito e pode ser um grande risco, se não for tomado cuidado em seu uso. (Foto: SME Loan Singapore)

Definição de crédito não rotativo

O crédito não rotativo é diferente do crédito rotativo de uma maneira importante. Crédito não rotativo é um crédito que não pode ser usado novamente após o pagamento. Exemplos são empréstimos estudantis e empréstimos para automóveis que não podem ser usados ​​novamente depois de terem sido pagos. Quando você toma emprestado inicialmente o dinheiro, você concorda com uma taxa de juros e um cronograma de pagamento fixo. Você deve fazer pagamentos a cada mês para pagar o empréstimo de acordo com o contrato. Dependendo do seu contrato de empréstimo, pode haver uma penalidade para pagar seu saldo antes do previsto.

Os produtos de crédito não rotativos geralmente têm uma taxa de juros menor em comparação com o crédito rotativo. Isso decorre do menor risco associado a produtos de crédito não rotativos, que muitas vezes estão vinculados a garantias que o credor pode aproveitar se você não pagar os pagamentos. Por exemplo, sua hipoteca está vinculada a imóveis que o credor pode executar se você ficar atrasado em seus pagamentos de empréstimo.

Depois de pagar uma conta de crédito não rotativa, a conta é fechada e não pode ser usada novamente. Você terá que fazer outro pedido e passar pelo processo de aprovação para pedir fundos adicionais.

Crédito rotativo ou Crédito não rotativo?

Enquanto o crédito não rotativo geralmente tem uma taxa de juros mais baixa e um cronograma de pagamento previsível, ele não tem a flexibilidade do crédito rotativo. Você pode usar crédito rotativo para uma variedade de compras, desde que cumpra os termos do cartão de crédito.

Por outro lado, o crédito não rotativo tem mais poder de compra, porque você pode ser aprovado para valores mais altos, dependendo da sua renda, histórico de crédito e outros fatores. Por causa do risco envolvido, os bancos geralmente limitam o valor que você pode emprestar com crédito rotativo. Você não podia comprar uma casa com cartão de crédito porque provavelmente não seria aprovado para um limite de crédito grande o suficiente para a compra.

Ambos os tipos de contas de crédito são úteis em diferentes situações. Certifique-se de escolher a opção que é melhor para a compra que você está fazendo. Não importa se você está escolhendo um produto de crédito rotativo ou não rotativo, considere cuidadosamente os termos e o custo do empréstimo e mantenha-se fiel ao contrato de amortização para não prejudicar seu crédito.

Faça o possível para sempre pagar seu saldo da conta do cartão crédito para não pagar os juros altos dos cartões. Evite essa armadilha com um bom planejamento financeiro.

Você já teve problemas com o crédito rotativo? Quais? Como fez para resolver o problema?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)