Devido à volatilidade do mercado monetário, o dólar sobe e desce significativamente de mês para mês em relação ao Real. Quando o dólar está em alta, precisamos compreender os fatores que influenciam esse preço, e como ele pode impactar na sua vida financeira. Mas o que significa o dólar alto? Quais as vantagens e desvantagens dessa situação?

Existem vantagens significativas da alta do dólar

Na situação atual, nenhum país quer ser o último a ter uma moeda forte, exceto o dólar. Alguns economistas, segundo o The Wall Street Journal, estão preocupados que os países tentem enfraquecer suas moedas para obter uma vantagem sobre seus parceiros comerciais, provocando uma rodada de desvalorizações que prejudicam o comércio mundial.

De fato, o forte aumento do dólar despertou muita preocupação em países exportadores. Os produtos exportáveis ​​dessas economias tiveram um aumento relativo nos preços de países como os EUA e em todas as nações que amarraram suas moedas ao dólar.

Uma moeda forte, em qualquer caso, tem suas vantagens. A subida do dólar trás algum fardo para os mercados emergentes cujas moedas sofreram uma surra nos últimos meses. Isso complica o ônus sobre as empresas com dívidas em moedas estrangeiras, o que é muito comum nesses países.

No final dos anos 90, algumas economias emergentes como Rússia e Brasil foram forçadas a desvalorizar suas moedas. Com o tempo, a taxa de câmbio mais competitiva ajudou-os a se recuperarem para desencadear uma onda de exportações e explorar uma demanda global que estava aumentando. Hoje, no entanto, a atividade desacelerou em todo o mundo, dificultando a recuperação de um país por meio de exportações.

Para o Japão, no entanto, uma moeda mais fraca poderia fornecer ajuda desesperadamente necessária: interromper um ciclo de queda nos preços, comumente conhecido como deflação. De acordo com alguns economistas, há um argumento econômico bastante convincente que diz que, se o seu problema é a deflação, diminuir a taxa de câmbio é um método eficaz de ataque. Mas há um problema. O governo japonês é o maior devedor do mundo, com sua dívida pública bruta atualmente em 240% do PIB. Consequentemente, ele precisa de um mercado de dívida pública saudável mais do que qualquer outra coisa.

Uma moeda enfraquecida torna as exportações mais competitivas. Isso cria um incentivo para os exportadores:
procurando economia de eficiência e aumento de produtividade.

Alta do dólar

A alta do dólar pode ter grandes impactos na economia, tanto em coisas boas quanto em coisas ruins. (Foto: AskMen)

O aumento do dólar hoje pode ter várias desvantagens

O preço das importações aumenta. Portanto, os padrões de vida podem piorar à medida que os consumidores e as empresas podem se prejudicar de preços mais altos de produtos importados. Algumas empresas que dependem de matérias-primas importadas, verão um aumento nos custos. Os consumidores que compram importações caras terão piores condições de vida e menor poder aquisitivo.

O dólar alto força o país a focar em exportações mais sensíveis ao preço. Isto é frequentemente exportações com menos valor agregado. Isso pode levar a prejudicar a economia no longo prazo, e é sem dúvida pior do que tentar competir com o dólar, o que pode desencorajar incentivos a serem eficientes.

Pode ajudar a aumentar as pressões inflacionárias. Uma desvalorização da moeda pode ajudar a aumentar a inflação doméstica e provocar o superaquecimento da economia. Isso ocorre porque as importações são mais caras e temos uma demanda agregada relativamente mais alta.

E o impacto do aumento do dólar sobre as empresas?

O aumento do dólar tem um grande impacto nas finanças do país, e um impacto maior sobre as empresas. Entender

Empresas estrangeiras nos EUA verão ganhos

Muitas empresas multinacionais que se originaram fora dos EUA tem bases fortes nos EUA, um dos maiores mercados do mundo. Um fortalecimento do dólar paga bons dividendos para essas corporações, com aumentos do dólar se traduzindo diretamente nos balanços patrimoniais. Tanto a corporação quanto seus investidores devem colher os ganhos de um dólar mais forte. Além disso, isso incentivará mais corporações internacionais a continuar confiando nos EUA como um mercado sustentável e lucrativo.

Empresas do exterior que tem comércio com o Brasil verão prejuízos

Infelizmente, um dólar forte significa que as empresas no exterior que dependem fortemente de negócios com corporações brasileiras sofrerão prejuízos gerais. Isso ocorre porque um dólar americano mais forte resulta em menores volumes de negociações, já que os empresários brasileiros terão menos dinheiro para investir e fazer compras do exterior.

Importações mais caras

As melhores mercadorias nem sempre são produzidas no Brasil, o que significa que muitos itens em nossas prateleiras vem do exterior, incluindo aqueles de propriedade de empresas brasileiras. Muitos insumos, inclusive, são importados e não fabricados no país. À medida que o dólar dos EUA aumenta de valor, também torna-se mais difícil para os fabricantes trazerem produtos para o país, já que seus produtos aumentarão de preço em relação ao dólar americano. Isso faz com que o consumidor médio brasileiro acabe economizando, resultando em uma falta de injeção financeira de bens no mercado.

Exportações mais lucrativas

Com um dólar americano mais forte, torna-se mais fácil para os mercados estrangeiros comprarem os bens e produtos que produzimos. Se um carro fabricado no Brasil custar R$30.000 para ser fabricado em uma taxa de câmbio de R$3 para cada US$1, o carro pode ser vendido ao exterior no preço de US$10.000, o que pode tornar a compra do mercado brasileiro muito mais lucrativa do que de outros mercados.

Viajar para o exterior fica mais caro

Com um dólar americano mais forte, os brasileiros podem fazer menos com cada dólar fora do Brasil. Poder de compra mais fraco significa que você pode experimentar menos com seus fundos de viagem, não permitindo que você experimente férias que poderiam ter sido muito baratas no passado. Viver no exterior também fica mais caro porque se torna menos acessível e menos conveniente. Empresários que dependem de viagens ao exterior podem precisar de adotar estratégias diferenciadas.

Turismo no Brasil cresce

À medida que o dólar aumenta de valor, torna-se mais fácil para os turistas estrangeiros viajarem e vivenciarem o Brasil. Eles podem trocar mais dólares pela nossa moeda local. Historicamente, a indústria do turismo sempre aumentou de acordo com o aumento do dólar americano, o que pode ser uma oportunidade para muitas empresas.

Entendeu o impacto do dólar no país ou ainda ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)