Lastro financeiro é um conceito muito usado principalmente no mercado de capitais. Mas qual é o significado de lastro financeiro? Como o lastro financeiro funciona? Basicamente, ele é uma garantia, mas a questão vai um pouco mais além disso, e tentaremos explicar em maiores detalhes abaixo para quem precisa conhecer mais sobre isso.

Lastro financeiro:  o que é?

Uma garantia financeira ou lastro financeiro é um título de indenização não cancelável apoiado por uma seguradora ou órgão financeira para garantir aos investidores que o principal e os pagamentos de juros serão feitos. Muitas empresas se especializam em garantias financeiras e produtos similares usados ​​por emissores de dívida como forma de atrair investidores. O lastro proporciona aos investidores um nível adicional de conforto de que o investimento será pago caso o emissor de valores mobiliários não consiga cumprir a obrigação contratual de efetuar pagamentos pontuais. Também reduz o custo do financiamento para os emissores, porque a garantia normalmente garante ao título um rating de crédito mais alto e, portanto, menores taxas de juros. A maioria dos títulos é lastreado de alguma maneira contra inadimplência. Moedas no mundo tem quase sempre algum tipo de lastro, ou seja, garantia. Esse lastro geralmente se dá em metais preciosos, como a platina, ouro, e prata, em títulos, ou em outros bens, como o petróleo.

Responsabilidades do lastro na economia

Normalmente, os lastros financeiros de empresas, por exemplo, aparecem em demonstrações contábeis. As garantias emitidas entre as empresas controladoras e suas subsidiárias não precisam ser registradas como passivos em um balanço patrimonial. Por exemplo, no caso de um lastro de uma empresa controladora de uma dívida de uma subsidiária para uma terceira parte ou a garantia de uma subsidiária da dívida da controladora para um terceiro ou outra subsidiária, nenhuma delas teria que listar essas obrigações em um balanço patrimonial. No entanto, todos lastros financeiros devem ser divulgados, inclusive com a natureza da garantia (termos, histórico e eventos que ativariam a garantia), a responsabilidade máxima possível e quaisquer provisões que possam permitir ao fiador recuperar os fundos pagos em uma garantia.

Significado de lastro

O lastro é um tipo de garantia. O ouro, por exemplo, é o lastro de muitas moedas ao redor do mundo. (Foto: Century Capitol)

Como funcionam as garantias ou lastros financeiros?

Considere a Empresa X que tem uma subsidiária chamada Companhia Y. A Companhia Y quer construir uma nova fábrica e precisa de R$20 milhões de um banco. O banco provavelmente solicitará à Empresa X que forneça uma garantia financeira do empréstimo. Ao fazer isso, a Empresa X concorda em pagar o empréstimo usando fundos de outras linhas de negócios, se a empresa Y não puder vir com o dinheiro para pagar a dívida por conta própria.

Normalmente, uma empresa controladora oferecerá uma garantia financeira de títulos emitidos por uma das subsidiárias da controladora, mas também há outras situações que podem exigir uma garantia. Por exemplo, os fornecedores às vezes exigem garantias financeiras dos clientes se houver alguma incerteza sobre a capacidade de pagamento do cliente. Nessas situações, o banco de um cliente pode garantir financeiramente o pagamento do cliente e pagará ao fornecedor se o cliente não puder.

Um lastro nem sempre cobre o valor total de um passivo. Por exemplo, um fiador financeiro só pode garantir o reembolso de juros ou principal, mas não ambos. Às vezes, várias empresas aderem como parte de um lastro financeiro. Nesses casos, cada fiador geralmente é responsável por apenas uma parte proporcional do problema. Em outros casos, no entanto, os fiadores podem ser responsáveis ​​pelas porções dos outros fiadores se eles não cumprirem suas responsabilidades.

No caso do lastro de uma moeda, um país só pode imprimir moeda se tiver um lastro. O lastro, nesse caso, é a medida equivalente às riquezas de um país. Sem produzir riquezas, um país não pode produzir moedas. A impressão descontrolada de moedas gera a hiperinflação, bem como bolhas de crédito e outros problemas graves no mercado financeiro.

Qual é o lastro do real?

O Real, a moeda usada no Brasil, é uma moeda que já teve como um lastro o dólar, quando foi lançado. Quando esse sistema começou a falhar e o Banco Central não conseguia mais manter o pareamento do Real com o dólar de 1 para 1.

Hoje em dia não apenas o Brasil, mas muitos países deixaram de usar também os lastros em bens e riquezas, passando a usar como lastro a própria capacidade produtiva da economia. Inflação alta, assim como baixas no PIB, indicam perda no poder da moeda, pois o “lastro” não tem tanto poder para se recuperar.

Ficou alguma dúvida sobre o lastro? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)