Parcelamento no boleto, como comprar?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

O pagamento em parcelas é extremamente comum no Brasil. Em outros países, no entanto, esse tipo de pagamento não é tão popular. Os clientes preferem comprar com seus cartões e parcelar os próprios cartões de crédito, já que tem taxas de juros mais vantajosas do que as que temos no país.

Tradicionalmente, as compras só podem ser parceladas com cartões de crédito. Mas será possível comprar parcelado no boleto bancário?

Compras parceladas no Brasil

Os consumidores em outros países estão acostumados a usar cartões de crédito para distribuir os pagamentos ao longo do tempo. As taxas percentuais anuais nos cartões de crédito em outros países são, em média de 12,5%, o que é um valor gerenciável para a maioria dos consumidores. No Brasil, porém, a taxa média é de cerca de 450%, tornando esse método de pagamento muito menos atraente para os consumidores que buscam adiar pagamentos.

Assim, os consumidores brasileiros esperam uma dinâmica de pagamento totalmente diferente. No Brasil, é comum o pagamento de produtos por uma série de parcelas nos contratos com varejistas. Ao contrário de outros os países, onde os consumidores geralmente aceitam pagamentos por compras caras por meio de cartões de crédito, no Brasil, eles concordam com uma taxa de juros e programam pagamentos diretamente ao vendedor.

Considere uma compra no Brasil que custa R$100. Nas taxas de juros relativamente exorbitantes que os cartões de crédito brasileiros exigem, um pagamento razoável como R$20 por mês nunca completaria a transação, pois a a taxa de juros é muito alta. Isso desencoraja os consumidores de comprar via cartão de crédito no Brasil.

Em vez disso, os consumidores brasileiros estão acostumados a comprar via parcelas. Um comprador pode concordar com um vendedor em fazer a mesma compra de R$100 em seis parcelas de cerca de R$18 a R$20, com uma taxa de juros definida que elimina a incerteza para todos os envolvidos. É importante ressaltar que esses acordos fortalecem o poder de compra dos consumidores e, consequentemente, aumentam o valor médio de transação por cliente.

Parcelar compras no boleto

Não é possível parcelar por boletos, mas é mais fácil do que nunca obter cartões para o parcelamento de compras. (Foto: MundiPagg)

Compra no boleto bancário parcelado

Em termos mais amplos, entender as parcelas no Brasil é emblemático do que os varejistas precisam fazer enquanto buscam mais clientes. Eles precisam entender que, em determinados mercados, devem oferecer opções de pagamento no país consistentes com as expectativas dos consumidores. Muitos consumidores não tem cartões de crédito ou limite disponível para certas compras. Oferecer um parcelamento por boleto bancário, nessa situação, pode diferenciar o vendedor.

Isso significa entender que as pessoas esperam pagar por compras parceladas sem usar cartões de crédito para fazer isso. Para comprar no boleto bancário parcelado, o vendedor precisa oferecer o serviço específico que aceite isso. São soluções e gateways que oferecem essa opção e permitem essa compra. Geralmente a opção só está disponível online.

Como comprar parcelado no boleto bancário pela internet?

Na hora de comprar em uma loja pela internet, você precisa verificar a segurança do site. Verifique se há um cadeado na barra de endereços, e se o endereço do site começa com “https”. Na hora de fazer a compra, depois de ter pesquisado também se a loja é confiável em fóruns e outros sites, você verá diversas opções de pagamento. Em alguns casos, aparecerá a opção de pagamento parcelado por boleto. Vale lembrar que não são todas as empresas que oferecem esse serviço. Você pode pesquisar antes de comprar pelas formas de pagamento ofertadas no site.

Ao escolher a opção, você receberá os boletos de pagamento com a data de vencimento em cada mês. Uma análise de seu score de crédito e de risco será feita antes da aprovação do modo de pagamento por boleto parcelado. Estando tudo certo, você poderá ter seu produto parcelando com o boleto.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas para que possamos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário