Muitas pessoas não usam mais dinheiro e optam por cartões de débito e crédito. Mas há certas situações em que um pode funcionar melhor que os outros. Aqui é quando usar dinheiro, cartões de débito e cartões de crédito. Em outras palavras, quando é melhor comprar à vista no dinheiro, à vista no débito ou à prazo no crédito.

O pagamento à vista pode ser estressante

Precisamos observar quanto gastamos e em que gastamos nosso dinheiro. Então, adicionamos a camada de gerenciamento de dinheiro que deixa a maioria das pessoas loucas: o orçamento.

Depois de acertarmos isso, temos mais uma coisa a considerar: como vamos pagar por nossas compras?

Anos atrás, todo mundo usava dinheiro. Depois vieram os cartões de débito como uma conveniência. Então, os cartões de crédito começaram a fazer uma onda como meio de fazer compras todos os dias. Neste artigo, trarei alguma clareza sobre cada método de pagamento e ajudarei você a decidir quando usar cada um e qual é o melhor para qual situação.

Quando você deve usar compra à prazo?

Os cartões de crédito têm muito poder quando você os usa com responsabilidade, mas lembre-se de que, se você não pagar sua fatura integralmente, terá de pagar juros. Aqui estão algumas das melhores circunstâncias para usar um cartão de crédito. Nota: mesmo uma compra à vista no crédito é considerada à prazo, pois você só pagará no vencimento da sua fatura.

Quando você viaja

Quando você viaja, usar um cartão de crédito é a forma de pagamento ideal. Isso vale para tudo, desde reservar a viagem até pagar pelo seu hotel e aluguel de carro. Os pontos abaixo suportam isso, mas quando você viaja, precisa de segurança extra para o caso de seu cartão ser perdido ou roubado. Com um cartão de crédito, você não se responsabiliza por cobranças fraudulentas e pode cancelar ou congelar seu cartão imediatamente.

Ao viajar para fora do país, você obtém melhores taxas de taxas de câmbio do que comprando moedas com dinheiro. A maioria dos bons cartões de recompensa também oferecem seguro de viagem.

Quando você precisa de segurança

Os cartões de crédito oferecem a melhor proteção de qualquer opção de pagamento existente. Você não é responsável por cobranças fraudulentas no cartão de crédito. Portanto, não precisa se preocupar com o roubo ou a perda do seu cartão.

Se você perder seu cartão de crédito, basta acessar um aplicativo e bloquear temporariamente o cartão. Isso impede o cartão de fazer compras até que você possa encontrá-lo. Com um outro toque no app, você pode desbloquear o cartão ou pedir um novo.

Quando você quer recompensas

A maioria dos cartões de crédito agora oferece recompensas por usá-los. Os cartões de crédito com devolução de dinheiro (cashback) são um ativo fantástico, pois você recebe dinheiro de volta pelas coisas que vai comprar de qualquer maneira.

Quando você está pagando coisas para seu trabalho

Muitos de nós precisam usar um cartão de crédito para despesas de trabalho – seja dono de sua própria empresa ou cobrando coisas pelo nosso trabalho. Usar um cartão de crédito é melhor para isso, porque você não precisa pagar o dinheiro imediatamente.

Por exemplo, quando você viaja para trabalhar, precisará pagar por um hotel, aluguel de carro, comida e provavelmente algumas outras despesas. Se você usar dinheiro ou um cartão de débito, estará sem dinheiro imediatamente. Com um cartão de crédito, você pode cobrá-lo, enviar seu relatório de despesas e ser reembolsado, tudo a tempo de quando a fatura chegar e vencer. Dessa forma, você não está tirando dinheiro da sua carteira para pagar despesas que serão reembolsadas mais tarde.

Quando você precisa de um produto muito caro

Sua geladeira queimou e precisa ser trocada? O parcelamento em um cartão de crédito pode vir a calhar. Porém, tome cuidado para não sair parcelando qualquer compra. Quando não é uma compra essencial, como uma ferramenta ou eletrodoméstico, você deve preferir economizar para pagar à vista pela compra.

Qual tipo de compra fazer

Compras à vista ou à prazo pode fazer diferença nas suas finanças e por isso, é importante saber quando fazer cada tipo de compra. (Foto: Mrs. Suci Ayu)

Quando você deve usar dinheiro para compras?

A maioria das pessoas que conheço nunca carrega dinheiro. Se o fazem, eles colocam apenas uns poucos reais em suas carteiras para garantir que tenham em caso de emergência. Mas os dados nos dizem que o dinheiro não está sendo usado apenas para emergências. De fato, muitos ainda preferem usar dinheiro para compras diárias. Portanto, esse papel-moeda ainda tem seu valor. Aqui é quando usá-lo:

Quando você tem uma emergência

O dinheiro é aceito em todos os lugares; portanto, ter um pouco em mãos é bom em caso de emergência. Eu sempre recomendo manter pelo menos R$50 em sua carteira (mais, se você estiver confortável) nos momentos em que não puder usar um cartão de crédito.

Outra maneira inteligente de usar dinheiro é guardar até R$200 em um envelope escondido no porta-luvas. Dessa forma, se você esquecer sua carteira e precisar de dinheiro, ficará com ela e estará se abrindo apenas a um risco de R$200 se alguém entrar no seu carro.

Para compras emergenciais mais significativas, recomendo a criação de uma rede de segurança para que você possa contar com uma despesa considerável inesperada, como uma fatura veterinária não planejada, consertos de carros ou aparelhos quebrados em casa. Surpreendentemente, uma boa parte dos brasileiros não têm dinheiro suficiente para cobrir despesas de emergência de até R$500.

Você deve pelo menos R$1.000 em um fundo de emergência antes de fazer qualquer outra coisa.

Quando você deseja limitar seus gastos

O dinheiro é ótimo para limitar seus gastos. Primeiro de tudo, é um pedaço de papel físico que você pode ver. Eu sei que parece engraçado, mas psicologicamente gastamos menos dinheiro quando usamos dinheiro.

Isso tem muito a ver com o fato de que você vê o dinheiro saindo de sua mão e pode conectá-lo rapidamente à coisa que está comprando. Com crédito, não tornamos essas associações tão rápidas.

Tente usar envelopes com dinheiro para orçamentar seu dinheiro, em vez de usar um cartão de crédito ou débito e tentar rastrear suas compras. Ao ver fisicamente quanto dinheiro resta, você poderá gerenciar melhor seus gastos.

Quando você deseja fazer compras mais saudáveis

Os consumidores que pagam em dinheiro têm menor probabilidade de fazer compras impulsivas em itens como sorvete, batatas fritas e biscoitos. Segundo os autores:

A dor de pagar em dinheiro pode conter impulsos impulsivos na compra de produtos alimentares não saudáveis. Os pagamentos com cartão de crédito, por outro lado, são relativamente indolores e enfraquecem o controle dos impulsos. Consequentemente, é mais provável que os consumidores comprem produtos alimentares não saudáveis ​​quando pagam com cartão de crédito do que quando pagam em dinheiro.

Se você pensa em sua última ida ao supermercado quando pagou em dinheiro, provavelmente estava muito mais consciente do que estava comprando, certo?

Quando você quer ter compras de qualidade

Este é fascinante. Um estudo mostrou que as pessoas que usam uma forma de pagamento mais dolorosa, como dinheiro, sentem uma conexão mais forte não apenas com o item que compraram, mas também com o local de onde o compraram.

Um exemplo pode ser comprar um presente em uma loja de antiguidades local. O estudo argumenta que, se você pagar em dinheiro, poderá sentir um sentimento mais profundo de conexão e orgulho pelo item que comprou como presente e também uma conexão com a loja da qual o comprou – para poder voltar.

Os indivíduos que pagam com formas de pagamento mais dolorosas aumentam seu apego emocional a um produto, diminuem seu compromisso com alternativas não escolhidas, têm maior probabilidade de sinalizar publicamente seu compromisso com uma organização e têm mais chances de fazer uma transação repetida.

Você está mais em sintonia com o que compra e se torna mais fiel a uma loja. Isso, por sua vez, pode ajudar você a ficar muito mais consciente sobre quanto está gastando, onde está gastando e com o que está gastando.

Quando você deseja fazer uma pequena compra em uma pequena loja

Você já foi comprar algo em uma pequena loja de propriedade independente e viu uma placa dizendo algo como “só aceitamos débito” ou algo nesse sentido? Isso ocorre porque as empresas querem incentivá-lo a usar dinheiro.

Isso ocorre porque os cartões de crédito cobram, em média, dois por cento para processar uma transação. Portanto, para cada dólar gasto em algo em uma pequena loja, eles perdem dois centavos de dólar automaticamente. A maioria das pequenas empresas opera com uma margem tão pequena, para começar, para evitar ser ofuscada pelos “grandões”, que dois centavos podem acabar fazendo uma grande diferença.

Portanto, as lojas optarão por exigir uma compra mínima para usar um cartão de crédito ou optar por não aceitar cartões de crédito. Por isso, se você estiver indo para uma pequena loja, sempre deve ter dinheiro disponível. Além disso, usar dinheiro pode ser uma das melhores coisas que você pode fazer para apoiar uma pequena empresa e sua comunidade ao redor.

Quando você tem desconto no pagamento em dinheiro

Muitas lojas oferecem descontos para o pagamento em dinheiro. Se este for o caso, você deve comprar em dinheiro para aproveitar a promoção e ser beneficiado com o desconto.

Quando você deve comprar no débito?

O débito é tão popular quanto o dinheiro no pagamento de compras. Porém, há situações em que o débito é a melhor opção.

Quando você quer evitar contrair dívidas

Se você não tem dívida, usar um cartão de débito é uma ótima maneira de ficar de fora. Como seu cartão de débito está conectado a uma conta corrente, teoricamente você pode gastar apenas o que estiver na conta (o que pode ou não ser muito). Um cartão de débito pode oferecer a mesma conveniência de um cartão de crédito sem a preocupação de acumular mais dívidas.

Você quer pagar por compras diárias convenientemente

Há algo em um cartão de débito que o torna conveniente quando você paga por compras diárias. Coisas como gás, mantimentos e café são compras relativamente menores, e você não precisa se preocupar com o fato de eles quebrarem o banco.

Quando você é ruim em pagar contas

Se você tiver autoconsciência suficiente para saber que não é bom em pagar contas, use um cartão de débito. Ao contrário de um cartão de crédito, você não receberá faturas por usá-lo. Muitos bancos agora oferecem excelentes ferramentas online para orçamentar e gerenciar seu dinheiro, para que você possa controlar onde gasta seu dinheiro sem se preocupar em acumular uma fatura enorme que não pode pagar no final do mês.

Quando você deseja limitar seus gastos

Com base no ponto acima, se você vai gerenciar seus gastos, eu disse que o dinheiro era uma ótima opção. Mas e se você não quiser lidar com todos os valores? Eles podem ir se acumulando rapidamente. Um cartão de débito fornece uma excelente solução para quem deseja gerenciar seus gastos, e pode ser monitorado por diversos aplicativos por aí.

Quando você quer o melhor dos dois mundos

Considero os cartões de débito o melhor dos dois mundos entre dinheiro e crédito. Você obtém a facilidade e as limitações de gastos do uso de dinheiro, bem como a conveniência e algumas das proteções (veja mais abaixo) do uso de cartão de crédito. Não é à toa que vemos tantos estudos mostrando a frequência com que as pessoas usam esse tipo de método de pagamento.

Qual método de pagamento escolher?

Para determinar qual a melhor forma de pagamento, é necessário considerar muitos fatores diferentes. Há certas situações em que é melhor usar dinheiro. Outros casos podem exigir um cartão de débito ou mesmo um cartão de crédito.

Meu conselho a você é primeiro identificar quais são suas metas financeiras (ou seja, você está tentando ficar sem dívidas ou reduzir seus gastos) e depois escolher um método de pagamento padrão que melhor lhe convier.

Outra coisa a considerar é usar todos os três métodos. Por exemplo, você pode guardar dinheiro na carteira para despesas inesperadas, usar um cartão de débito para todas as suas compras diárias e depois usar seu cartão de crédito para grandes compras e viagens.

Qual método de pagamento vocês usam? Qual acham mais recomendável? Por que?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)