Onde pagar DARF?

Em Educação financeira por André M. Coelho

O Documento de Arrecadação de Receitas Federais ou DARF é o documento tributário usado para pagar impostos e contribuições federais no Brasil. Este artigo explica tudo sobre isso, da ideia geral de sua estrutura. E principalmente, onde e como você pode pagar sua DARF corretamente para não ter problemas.

O que é DARF?

Os impostos no Brasil podem ser divididos em três categorias, dependendo de quem é responsável pela coleta: município, governo estadual ou federal.

Os impostos federais – que são os mesmos em toda cidade ou estado brasileiro – devem ser pagos através de um documento de tributação específica, conhecido como Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF).

Tipos de DARF

Existem basicamente dois modelos DARFusados ​​para pagar impostos federais, que são usados ​​desde 1997:

DARF Comum – a DARF regular, usada por indivíduos e empresas

DARF Simples – a DARF simplificada, usada exclusivamente por micro ou pequenas empresas, para o pagamento unificado de vários impostos, como IRPJ, PIS, CSLL, COFINS, IPI e contribuições sociais

Há também um tipo de DARF jurídica. Esta é usada para pagar despesas legais relacionadas à justiça federal.

Pagamento de DARF

A DARF pode ser paga facilmente sabendo como usar esse documento. (Imagem: Receita Federal)

Como preencher a DARF?

Existem várias maneiras de completar um DARF. É possível fazê-lo eletronicamente, via software disponível na Receita Federal, ou mesmo através de uma opção no site da instituição.

Essas alternativas podem ser interessantes, uma vez que facilitam alguns estágios do processo, calculando automaticamente custos adicionais (como multas, por exemplo) e permitindo o pagamento on-line.

No entanto, também é possível concluir as informações necessárias manualmente. Nesse caso, é necessário imprimir o formulário DARF do site da Receita.

Onde pagar DARF?

O DARF pode ser pago mesmo sem código de barras, nos seguintes locais:

Basta inserir o código do DARF e pagar.

Como preencher campos do DARF para pagamento?

Há um total de 11 campos numerados em um DARF. Dez deles devem ser completados pelo indivíduo ou empresa pagando os impostos, e todos eles, com exceção de Número de Referência, são sempre obrigatórios. Os campos são:

Nome / Telefone – Nome completo, para indivíduos, ou nome da empresa (Nome como a empresa é formalmente registrada), bem como o número de telefone do contribuinte

Período de Apuração – Período de Cálculo do valor recolhido

Número do CPF ou CNPJ – CPF (para indivíduos) ou CNPJ (para empresas)

Código da Receita – Código da Receita paga, que pode ser verificada em uma lista fornecida pela Receita Federal

Número de Referência – número que identifica um processo contínuo; é apenas obrigatório em alguns casos, e varia de acordo com os impostos coletados

Data de Vencimento – Data de vencimento

Valor do Principal – Valor devido a ser pago

Valor da Multa – Valor devido a ser pago relacionado a multas, cobrado apenas em casos de dívida ou outros casos excepcionais

Valor Dos Juros E / OU Encargos DL-1.025 / 69 – Valor devido a ser pago relativo às taxas de juros

Valor Total – Quantidade total vencida, é a soma dos campos 7, 8 e 9

Autenticação Bancária – Autenticação fornecida pelo agente coletando o valor pago

Um dos campos que geralmente é uma fonte de mal-entendido é Código da Receita. Muitas vezes os contribuintes não têm certeza de qual código eles devem escolher ao completar um DARF, mesmo que o Receita Federal fornece uma lista completa com todos os códigos disponíveis.

Quando o formulário é concluído eletronicamente, o software fornece automaticamente o código depois que o usuário seleciona qual imposto está sendo pago. No entanto, há muitas opções semelhantes – existem cerca de 30 opções de PIS na lista, por exemplo – e o contribuinte pode ficar confuso. Em caso de dúvida, a melhor coisa a fazer é entrar em contato com a Receita Federal e pedir instruções, ou até mesmo entrar em contato com um contador.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário