Quando novos investidores pensam em assumir o controle de suas economias ou de suas aposentadorias, uma das primeiras perguntas que eles fazem onde investir. Um pouco de pesquisa inicial levará o novo investidor a descobrir que os tipos mais comuns de investimentos são a poupança, fundos, e títulos.

Neste guia comparativo, forneceremos uma comparação detalhada entre todos os três meios de investimento, incluindo o que eles são, quais são os riscos e como é o retorno típico de cada um deles.

As definições dos melhores investimentos

Antes de entrarmos nas comparações, é importante entender a base de cada investimento. Entender por que as pessoas, organizações ou governos estão procurando gastar dinheiro com juros no futuro em troca de dinheiro hoje é extremamente importante para decidir qual investimento é o certo para você.

O que são títulos?

Um título nada mais é do que um empréstimo. Uma empresa ou governo pode querer dinheiro hoje para financiar novos projetos, mas não tem dinheiro para financiar os projetos. A organização decide que eles vão emitir títulos e pagar o dinheiro de volta ao longo do tempo com juros. Títulos tem uma duração de tempo predeterminada e quantidade de juros que serão pagos. Como resultado, não deve haver nenhuma surpresa em relação à quantia de dinheiro devolvida a você depois que o título completar seu prazo (um título que completou seu prazo é dito ter vencido).

Isso faz sentido para a empresa ou o governo por vários motivos. Se o governo de uma pequena cidade quiser construir um novo hospital, o orçamento anual para essa cidade não terá receita extra suficiente para construir uma estrutura cara. Uma cidade pequena pode receber, por exemplo, R$2.000.000 em receita tributária durante o ano todo, e um hospital que custa R$3.000.000 pode ser algo que os cidadãos e o governo querem, mas não conseguem financiar. A cidade pode dedicar R$200.000 por ano a este projeto sem afetar outros programas.

No exemplo da cidade, a prefeitura pode decidir emitir R$3.000.000 em títulos, pagando alguns pontos percentuais de juros todos os anos aos detentores de títulos. A cidade poderia obter seus R$3.000.000 para iniciar o projeto e, em seguida, economizar seus R$200.000 por ano ao longo de 20 anos para pagar os detentores de títulos.

Mas se um título nada mais é do que um empréstimo, então por que os títulos existem? Por que o governo ou a empresa não apenas obteriam um empréstimo do banco? A resposta, claro, é economizar dinheiro. Empréstimos de bancos tem juros mais altos do que os títulos típicos. Os títulos estão entre as formas de investimento de menor rendimento, com títulos de qualidade típicos pagando de 1,5% a 4%. O rendimento depende tanto do risco quanto do prazo, e quanto mais tempo você tiver que esperar para recuperar seu dinheiro e quanto maior a chance de não ser pago de volta, melhor será o rendimento.

Como um todo, títulos de qualidade tem um fator de risco muito baixo para não serem pagos. Se a empresa ou o governo emissor dos títulos for à falência, você poderá perder seu investimento inicial. Títulos que rendem mais de 4% normalmente pertencem a uma empresa arriscada ou a um governo que pode entrar em default, daí a maior promessa de pagamento. A Standard & Poor’s (e algumas outras organizações) avaliarão o crédito de empresas e organizações emissoras de títulos para ajudar investidores em risco a entender o risco. Um título emitido por uma empresa ou governo com uma classificação “AAA” da Standard & Poor’s significa que o título tem um risco extremamente baixo de não ser devolvido. Uma classificação de “AA” e “A” ainda é considerada de baixo risco, enquanto que qualquer coisa nos “Bs” é moderadamente arriscada e qualquer coisa no “Cs” é considerada muito arriscada.

Um certificado de depósito é apenas outro tipo de título. Enquanto um CD tem um nome diferente, estes são praticamente a mesma coisa que um título, exceto que um CD é emitido pelo banco. Você dá dinheiro ao banco por um período de tempo pré-acordado e, em seguida, o banco continua a emprestá-lo a proprietários de casas, proprietários de carros ou proprietários de negócios a uma taxa de juros mais alta. Eles pagam uma taxa de juros menor do que a taxa de juros que eles cobram pelo empréstimo. Os CDs tendem a ser um investimento muito fraco quando as taxas de juros estão baixas e ainda menos atraentes porque o banco está ganhando dinheiro diretamente com seu dinheiro, e há melhores opções por aí.

Qual o melhor investimento

Compare os investimentos para encontrar o melhor destino para o seu dinheiro. (Foto; MoneyMax.ph)

O que são fundos?

Os fundossão, teoricamente, conjuntos diversificados de participações que permitem aos investidores investir em uma posição diversificada, sem o incômodo de comprar ou requerimentos de capital necessários para comprar muitos títulos ou ações diferentes. Os fundos são tipicamente temáticos, como “fundos multimercado”, “ações em crescimento” ou “planos de 20 anos” (que assumem que o investidor começará a desembolsar o dinheiro investido em 20 anos para fins de aposentadoria).

Embora os fundos pareçam ótimos no papel, a maioria dos investidores profissionais não é muito fã desses fundos. O principal problema dos fundos é que eles não são um serviço público. Os investidores normalmente são cobrados uma taxa anual pelo fundo para pagar os gerentes e para a empresa administradora do fundo ter lucro. O problema com o valor cobrado é que ele tende a ser tão alto que destrói o retorno. Não é incomum que um fundo cobre uma taxa de administração anual de 1% (ou mais).

Um fundo de baixo risco pode render apenas 4% ao ano e cobrar uma taxa de 1% sobre ele. Em tal fundo, um investimento de R$5.000 valeria cerca de R$16.000 após 40 anos. Sem a taxa, esse investimento valeria mais de R$23.000. Os proprietários do fundo cobraram R$7.000 em taxas ao longo dos anos com seu investimento original de R$5.000.

Claro, existem algumas exceções à regra. Alguns fundos baseados em títulos podem ter uma taxa de investimento de apenas 0,15%, que é uma quantia muito mais razoável. Isso pode ser útil para aposentados ou quase aposentados que não desejam assumir o risco de investir no mercado de ações e querem uma posição de títulos diversificada (manter muitos títulos diferentes reduz o risco de perder dinheiro devido a um dos emissores ficarem inadimplentes).

Outro subconjunto de fundos que contribui para um bom investimento é um fundo de índice. Os fundos do índice acompanharão um índice popular, como o S&P 500 (que segue aproximadamente as 500 maiores empresas negociadas no mercado acionário dos EUA). Esses fundos também tendem a ter baixas taxas, uma vez que não há fundos para administrar e as ações de cada empresa são compradas e ocasionalmente reajustadas conforme as ações sobem ou descem. .

A maioria dos fundos que envolvem um gestor escolhendo ações individuais custa muito mais para gerenciar e, como resultado, não vale a pena a taxa.

O que é a poupança?

A poupança é um animal completamente diferente. Ao contrário do título em que uma empresa, organização ou órgão governamental está pedindo um empréstimo e oferece juros, a poupança oferece algo totalmente diferente. A poupança oferece um rendimento mínimo para os clientes, com um risco quase inexistente. O que acontece é o seguinte: você deixa seu dinheiro em uma instituição bancária. Ela usa esse dinheiro para financiar outros produtos financeiros que possui. E como “brinde”, paga uma certa quantia de juros mensalmente ao seus clientes.

Porém, como a poupança é um valor fixo e a inflação pode “comer” parte da poupança, não há garantia de retorno no investimento na poupança, no sentido de ganho de poder de compra ao longo do tempo. Como poupador, você terá todo o prejuízo se manter seu dinheiro no banco quando a inflação estiver alta. Se a situação financeira do país está ótima, poupar vai te dar um ganho acima da inflação ao longo do tempo. Mas se a situação for ruim, você realmente estará perdendo dinheiro ao usar a poupança.

As pessoas investem em poupança por algumas razões simples. Por exemplo, você pode tirar o dinheiro da poupança a qualquer momento, sem ter que aguardar qualquer prazo mínimo para o saque. A poupança também renderá sempre um valor fixo, sem variar muito para mais ou menos. E mesmo se o mercado estiver volátil, as chances de você não recuperar seu dinheiro na poupança são quase nulas. Claro, você pode perder poder de compra se a inflação estiver alta, mas o dinheiro inicialmente investido continuará na poupança. É o tipo de investimento com menor risco, mas isso significa também menores retornos.

Qual é o melhor investimento: fundos, títulos públicos, títulos privados ou poupança?

Até agora discutimos por que empresas, organizações e governos vendem títulos (para obter um empréstimo a juros baixos), fundos mútuos (para lucrar com taxas administrativas) e como funciona a poupança (um tipo de “empréstimo” para os bancos), mas nós não discutimos por que os investidores gostariam de entregar seu dinheiro a cada um desses investimentos

Os investidores investem em títulos porque querem um retorno seguro. Isso faz sentido se você precisar do seu dinheiro no futuro próximo. Quanto mais você envelhece, mais dinheiro você deve ter no mercado de títulos. Historicamente, o mercado precisa de cerca de 5 anos para se recuperar da crise econômica, portanto, se você planeja retirar todo o seu investimento antes e precisar dele para a aposentadoria, faz sentido investir pelo menos parte de suas economias em títulos.

Os investidores investem na poupança porque querem retornos garantidos. Mesmo em tempos de crise, a poupança vai ter seu rendimento sempre, independente da situação do mercado. Além disso, quem precisa de dinheiro de forma urgente tem na poupança um fundo de emergência com fácil acesso e um rendimento que ainda adiciona valor a ele ao longo do tempo.

Os investidores investem em fundos em grande parte devido à ignorância. Muitos investidores cegamente colocam seu dinheiro em fundos, como é o que recomendam seus gerentes, enquanto ações ou mesmo fundos indexados proporcionariam um retorno maior.

Em suma, se você não tem tolerância ao risco e precisa de seu dinheiro em um futuro próximo para a aposentadoria, então você deve investir em títulos ou um fundo de títulos de baixa taxa, ou deixar seu dinheiro na poupança. Se você tem um longo prazo para o seu investimento e não quer aprender sobre títulos de empresa, invista em um fundo de índice de baixa taxa. Se você tem um longo prazo para o seu investimento e está disposto a aprender mais sobre investimento, investir em títulos de empresas vale o tempo e o esforço.

Como você decide sua alocação de investimentos? Quais os melhores investimentos na sua opinião?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)