A emissão de ações e títulos é uma das principais formas de uma empresa levantar capital. Mas a execução dessas transações requer especialização especial, desde a precificação de instrumentos financeiros de forma a maximizar as receitas até a navegação pelos requisitos regulatórios. É aí que um banco de investimento geralmente entra em cena.

O que é banco de investimento?

Em essência, os bancos de investimento são uma ponte entre as grandes empresas e o investidor. Suas principais funções são aconselhar empresas e governos sobre como enfrentar seus desafios financeiros e ajudá-los a obter financiamento, seja de ofertas de ações, emissão de títulos ou produtos derivados.

Os conselhos dos bancos de investimento no Brasil

Decidir como levantar capital é uma decisão importante para qualquer empresa ou governo. Na maioria dos casos, eles se apoiam em um banco de investimento – seja uma grande empresa ou um “banqueiro” – para orientação.

Tendo em conta o atual clima de investimento, o banco recomendará a melhor maneira de levantar fundos. Isso poderia implicar a venda de uma participação na empresa através de uma oferta de ações ou empréstimo do público através de uma emissão de obrigações. A empresa de investimento também pode ajudar a determinar como precificar esses instrumentos utilizando modelos financeiros sofisticados.

No caso de uma oferta de ações, seus analistas financeiros analisarão uma variedade de fatores diferentes – como o potencial de ganhos e a força da equipe administrativa – para estimar o valor de uma parte da empresa. Se o cliente estiver oferecendo títulos, o banco analisará as taxas de juros prevalecentes para empresas com classificação semelhante para descobrir quanto terá de compensar os tomadores.

Os bancos de investimento também oferecem consultoria em um cenário de fusão ou aquisição. Por exemplo, se uma empresa está procurando comprar um concorrente, o banco pode aconselhar sua equipe de gerenciamento sobre quanto a empresa vale e como estruturar o negócio de maneira favorável ao comprador.

Ações e títulos de bancos de investimento

Se uma entidade decidir levantar fundos através de uma oferta de capital ou dívida, um ou mais bancos de investimento também subscreverão os títulos. Isso significa que a instituição compra um certo número de ações – ou títulos – a um preço pré-determinado e as revende através de uma troca.

Suponha que a a empresa Xuxu Beleza espera obter R$1 milhão em uma oferta pública inicial. Com base em vários fatores, incluindo os lucros esperados da empresa nos próximos anos, e o Banquito Federal determina que os investidores estarão dispostos a pagar R$11 por cada ação, comprando 100.000 ações da empresa. Como único subscritor, o Banquito compra todas as ações a R$10 cada pela Xuxu. Se conseguir vender todas as 100.000 ações R$11, o banco obterá um bom lucro de R$100.000 (100.000 ações x US $ 1 de spread).

No entanto, dependendo de seu acordo com o emissor, Banquito pode ter prolemas se o apetite do público for mais fraco do que o esperado. Se tiver que baixar o preço para uma média de R$9 por ação para liquidar suas ações, ele perderá R$100.000. Portanto, preços de títulos podem ser complicados. Os bancos de investimento geralmente têm que superar as outras instituições que também querem lidar com a transação em nome do emissor. Mas se a disseminação deles não for grande o suficiente, eles não conseguirão obter um retorno saudável da venda.

Na realidade, a tarefa de subscrição de títulos geralmente recai sobre mais de um banco. Se for uma oferta maior, o subscritor administrativo muitas vezes formará um sindicato de outros bancos que vendem uma parte das ações. Desta forma, as empresas podem comercializar as ações e títulos para um segmento maior do público e reduzir seu risco. O gerente faz parte do lucro, mesmo se outro membro do sindicato realmente vender o título.

Os bancos de investimento também desempenham um papel menos glamouroso nas ofertas de ações. O trabalho deles é criar a documentação que deve ser enviada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) antes que a empresa possa vender ações. Isso significa compilar demonstrações financeiras, informações sobre a administração e propriedade atual da empresa e uma declaração de como a empresa planeja usar os recursos.

Bancos de investimento

Bancos de investimento são feitos para investidores e empresas que precisam de auxílio para atuação no mercado e a oferta de produtos no mercado financeiro. (Foto: The Gateway)

Outras atividades dos bancos de investimento

Embora assessorar empresas e ajudá-las a arrecadar dinheiro seja uma parte importante do que fazem as empresas de Wall Street, a maioria desempenha também uma série de outras funções. De fato, a maioria dos grandes bancos é altamente diversificada em termos de serviços oferecidos. Algumas de suas outras fontes de renda incluem:

Pesquisa

Bancos de investimento maiores têm grandes equipes que coletam informações sobre empresas e oferecem recomendações sobre a compra ou venda de ações. Eles podem usar esses relatórios internamente, mas também podem gerar receita vendendo-os a fundos de hedge e a gestores de fundos mútuos.

Negociação e Vendas

A maioria das grandes empresas possui um departamento comercial que pode executar transações de ações e títulos em nome de seus clientes. No passado, alguns bancos também se envolviam em negociações proprietárias, onde basicamente jogam seu próprio dinheiro em títulos; no entanto, um regulamento recente conhecido como Regra Volcker restringiu essas atividades.

Gestão de ativos

Empresas como J.P. Morgan e Goldman Sachs gerenciam enormes carteiras para fundos de pensão, fundações e companhias de seguros por meio de seu departamento de administração de ativos. Seus especialistas ajudam a selecionar a combinação certa de ações, instrumentos de dívida, trusts imobiliários e outros veículos de investimento para atingir as metas exclusivas de seus clientes.

Gestão de patrimônios

Alguns dos mesmos bancos que realizam funções de banco de investimento para empresas da Fortune 500 também atendem a investidores de varejo. Por meio de uma equipe de consultores financeiros, eles ajudam indivíduos e famílias a economizar para a aposentadoria e outras necessidades de longo prazo.

Produtos Securitizados

Hoje em dia, as empresas geralmente reúnem ativos financeiros – de hipotecas a recebíveis de cartões de crédito – e os vendem a investidores como produtos de renda fixa. Um banco de investimento irá recomendar oportunidades para “securitizar” fluxos de renda, montar os ativos e comercializá-los para investidores institucionais.

Na verdade, o termo “banco de investimento” é uma espécie de equívoco. Em muitos casos, ajudar empresas a levantar capital é apenas uma parte de uma operação muito maior. Embora alguns de seus produtos mais complexos tenham deixado os bancos de investimento longe do olhar do público comum, essas empresas desempenham um papel importante ao ajudar empresas e entidades governamentais a tomar decisões financeiras instruídas e levantar capital necessário.

Ficou alguma dúvida sobre bancos de investimento? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)