Financiamento de veículos, como fazer?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Economize dinheiro no financiamento de automóveis, conhecendo sua pontuação de crédito e aproveitando as ofertas de empréstimos concorrentes na concessionária. Ponha dinheiro no bolso, mantenha o prazo o mais curto possível e – é claro – não compre mais carro do que você pode pagar.
Um dos maiores erros que as pessoas cometem ao comprar um carro novo é esquecer de incluir o custo do financiamento do automóvel no preço total.

Como fazer o financiamento de um carro: entenda as finanças

Se você está procurando um carro novo ou usado, não espere até estar no “caixa” (o que alguns revendedores chamam de escritórios onde você termina a papelada) para pensar sobre seu financiamento. Em vez disso, você deve planejar com antecedência e comparar as taxas de vários credores diferentes para garantir que está obtendo o melhor negócio possível.

Comece sempre lembrando que seu carro não é um investimento. Muito pelo contrário: os carros desvalorizam-se loucamente. Só por esse motivo, não é inteligente pagar juros sobre um empréstimo de carro. O que acontece na maioria dos casos é que o carro se deprecia e o valor do carro cai mais rápido do que você paga o empréstimo, deixando-o de cabeça para baixo ou submerso (quando você deve mais no empréstimo do que o carro vale).

Muitos de nós precisam de carros para chegar ao trabalho e não temos dinheiro para comprar uma carona confiável. Então, pegamos um empréstimo para um carro. Isso é legal, mas há uma diferença entre usar um empréstimo de carro com sabedoria e usá-lo para comprar um lote de carros que você não pode pagar. Dito isto, sempre que você financia um carro, você quer pensar sobre isso não apenas em termos de pagamento mensal, mas também em termos de custo total. E as questões abaixo vão te mostrar a melhor forma de comprar seu veículo sem pesar demais no bolso.

Financiamento de veículos

Ao financiar um veículo, faça a pesquisa para encontrar a melhor oportunidade. (Imagem: BuyaCar)

Não vá financiar um carro antes de verificar seu score de crédito

Se houver um momento para verificar e rastrear seu relatório de crédito e pontuação, é antes de você obter um empréstimo para um carro.

Aqui está o negócio: ao contrário de hipotecas ou um cartão de crédito, você geralmente pode obter um empréstimo de carro, mesmo se tiver um crédito muito ruim – você só vai pagar (muito) mais. O motivo? É relativamente fácil para os bancos retomarem a posse de um carro se você não pagar.

Mas se você tem crédito instável, provavelmente está animado até mesmo para obter um empréstimo, então não vai querer perguntar se há uma taxa mais baixa disponível. Os revendedores sabem disso e ganham muito dinheiro com isso.

Ferramentas gratuitas como podem ajudá-lo a entender sua pontuação de crédito. Depois de saber sua pontuação de crédito, você pode descobrir se pode se qualificar para as melhores taxas de empréstimo de carro.

As concessionárias costumam anunciar taxas de juros muito boas para carros novos, às vezes até 0%. O que eles deixam nas letras miúdas é que essas taxas estão disponíveis apenas para compradores com o melhor crédito – o que pode significar uma pontuação de 750 ou melhor.

Os compradores com pontuação de crédito abaixo de 700 ainda podem obter uma boa taxa de juros, mas podem não se qualificar para as melhores promoções. Depois disso, as taxas aumentam rapidamente. Mutuários com pontuação de crédito abaixo da média (abaixo de 650) podem receber taxas de empréstimo de carro de 10% ou mais.

Quanto mais baixa for sua pontuação de crédito, mais importante será fazer compras e certificar-se de que está obtendo a melhor taxa que um banco pode oferecer. Sim, você pode ter que pagar mais do que alguém com bom crédito, mas pode não ter que pagar a primeira taxa que alguém oferece.

Faça a simulação de carros para financiamento

Se você tem um crédito excelente e sabe disso, geralmente pode obter as melhores taxas de financiamento diretamente na concessionária (que atua como corretora para vários credores).

Não tem crédito bom? Experimente os credores online. Você preenche um formulário de crédito e é apresentado com sua taxa de juros e um valor máximo que você pode gastar no carro. O bom é que você não precisa usar este empréstimo se o revendedor lhe oferecer um negócio melhor, mas pelo menos você pode entrar pela porta sabendo que tem uma taxa de juros a vencer.

Na maioria das vezes, os bancos locais e as cooperativas de crédito podem oferecer aos tomadores de empréstimos com crédito médio as taxas de juros mais competitivas para empréstimos para carros novos e usados. Melhor ainda, você pode usar o financiamento pré-estabelecido como moeda de troca com o gerente de finanças e seguros da concessionária e obter uma taxa de juros ainda mais baixa.

Mantenha o prazo de fnanciamento mais curto

Termos de empréstimo mais curtos vêm com taxas de juros mais baixas, mas pagamentos mensais mais altos. E é isso que você quer.

Quando você entra em uma concessionária e diz que quer financiar seu carro, qualquer vendedor experiente tentará negociar com você com base no pagamento mensal, não no preço total de compra do carro. Ao fazer isso, o representante de vendas pode mostrar-lhe pagamentos cada vez mais baixos estendendo o prazo do seu empréstimo, não reduzindo o preço do carro. De repente, um pagamento de carro de R$470 se torna um pagamento de carro de R$350. E ainda assim, você não está pagando menos pelo carro. Na verdade, você vai pagar muito mais juros.

Quanto mais tempo você demorar para pagar um empréstimo, mais juros você pagará. Mas isso não é tudo. Muitas vezes, os bancos cobram taxas de juros mais altas para empréstimos mais longos, aumentando ainda mais o custo do crédito.

É tentador estender um empréstimo de automóvel por cinco ou mesmo seis anos para chegar a um pagamento mensal mais confortável, mas isso significa que você pagará muito mais juros e quase certamente ficará de cabeça para baixo em seu carro por quase toda a vida do empréstimo.

Dê 20% de pagamento de entrada

Além de um empréstimo de curto prazo, você pode evitar uma situação em que deva mais dinheiro do que o valor do carro, colocando dinheiro no caixa.

Isso pode parecer normal, mas muitas concessionárias nem mesmo exigem que os compradores com bom crédito façam qualquer pagamento.

Dirigir em seu novo carro sem gastar um centavo é tentador, mas é arriscado. Se, de repente, você precisar vender seu carro novo, talvez não consiga, caso deva mais no empréstimo do que o carro vale. Um adiantamento maior garante que isso não aconteça.

Pague impostos, taxas e “extras” em dinheiro

Não financie as despesas diversas envolvidas na compra de seu veículo, como imposto sobre vendas, taxas de registro, taxas de documentação e quaisquer extras que você decidir comprar, como garantia estendida.

Frequentemente, os revendedores ficam mais do que felizes em incluir algumas ou todas essas taxas em seu financiamento. Infelizmente, fazer isso apenas garante que você ficará de cabeça para baixo no empréstimo do seu carro, pelo menos por um tempo, já que você está aumentando o valor do seu empréstimo, mas não o valor do carro que garante o empréstimo.

Outras considerações ao financiar um carro

Seguro de proteção automóvel garantido é algo que revendedores de automóveis e credores vendem para cobrir a “lacuna” entre o que uma seguradora pensa que seu carro vale e o que você deve em seu empréstimo no caso de ocorrer um acidente e a seguradora declara o carro como perda total.

As pessoas compram um seguro por medo, porque ninguém quer ficar devendo alguns milhares por um carro destruído. Mas se você estruturar seu empréstimo de carro corretamente (investir dinheiro e manter um prazo de três anos), você pode se sentir confiante de que não precisará de seguro contra desvios porque seu carro não deve valer menos do que o que você deve.

Os preços do seguro variam amplament. As apólices que os revendedores oferecem podem ser as mais caras, portanto, se você sentir que precisa de um seguro, entre em contato com seu agente de seguros de automóveis.

Quando refinanciar um empréstimo de carro?

Digamos que você não leu este artigo a tempo e ficou preso com um empréstimo de carro muito ruim. Nada demais. Se o seu crédito for bom e o seu carro não for muito velho, você poderá refinanciar o empréstimo do seu carro da mesma forma que refinanciar uma hipoteca.

É fácil obter orçamentos de refinanciamento de empréstimos automotivos online sem nenhuma obrigação. Existem diversos credores para poder refinanciar seu veículo.

Uma cooperativa de crédito local também é um ótimo lugar para verificar as opções de refinanciamento do seu empréstimo de carro.

Onde quer que você vá, pergunte sobre quaisquer taxas para aplicar ou iniciar o empréstimo e evite credores que queiram reduzir seu pagamento mensal estendendo o prazo de seu empréstimo. Com um refinanciamento de empréstimo de automóvel, você deseja obter uma taxa de juros mais baixa e pagar o empréstimo no mesmo período ou em um prazo mais curto.

A menos que você esteja olhando para 0% ou outra taxarealmente baixa, a melhor maneira de comprar um carro é com dinheiro. Se você precisa de um empréstimo para comprar um carro, seja o mais pragmático possível.

Conheça sua pontuação de crédito.

Compre um empréstimo antes de ir à concessionária e use essas ofertas como uma alavanca para obter os menores juros possíveis.

Mantenha o prazo o mais curto possível e dê um adiantamento.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário