Lista de motivos para devolução de DOC

Em Contas em banco por André M. Coelho

Você já imaginou o que acontecerá se, por engano, transferir dinheiro para uma conta bancária errada? Você conseguirá recuperá-lo? O banco tem o poder de reverter a transação? Bem, os bancos não podem revertê-la, a menos que tenham a aprovação do beneficiário. Portanto, é importante estar muito alerta ao transferir dinheiro para uma conta bancária.

Uma transação errada pode fazer você correr do pilar para o lançamento. O mais importante a ser entendido é que, se uma transação foi feita, o banco não pode revertê-la do seu fim sem a aprovação do beneficiário. O banco só pode agir como um facilitador.

De acordo com as regras do Banco Central, é responsabilidade do remetente fornecer o número da conta do beneficiário correto e outros detalhes ao efetuar o pagamento. Não existe uma regra obrigatória de que os bancos tenham que verificar tudo. É responsabilidade dos remetentes verificar o número duas e três vezes. Se houver uma fraude no pagamento, ela será nula. Mas no canal de pagamento normal, se a transferência for afetada e o crédito tiver sido feito, não é fácil. recuperar o dinheiro, a menos que o destinatário concorde em devolvê-lo.

Porém, há situações em que as transações por DOC podem ser devolvidas.

Por que acontece a devolução de DOC?

Algumas situações resultam na devolução de DOCs, tais como:

Errei a transferência DOC, e agora?

Tente informar o banco e o gerente do banco imediatamente após a transação errada O dinheiro retornará à sua conta automaticamente, se o número da conta que você mencionou não existir, mas caso a situação seja oposta, você deverá tomar uma ação imediata. Você precisa provar ao banco em detalhes que transferiu o dinheiro para a conta de um beneficiário errado

Se o dinheiro for creditado na conta de um beneficiário não intencional com o mesmo nome que o beneficiário pretendido, nesse caso, você deverá provar que a transferência em si estava errada antes que o banco possa ajudar. Mas não é assim tão fácil.

Tente enviar o assunto em detalhes ao banco, a fim de melhorar a comunicação. O banco só pode atuar como facilitador fornecendo o número de contato / nome da agência do beneficiário não intencional. Tente acompanhar a situação regularmente, porque no final é o seu dinheiro suado

No caso de transferência intra-bancária, o banco pode abordar o destinatário em seu nome e solicitar uma reversão da transação. Se o beneficiário concordar, a transação será revertida, mas a tarifa poderá continuar sendo cobrada.

Se o beneficiário for de outro banco e você transferiu o valor por engano, é necessário ir pessoalmente a essa agência em particular e encontrar o gerente do banco para concluir a solução.

Devolução de DOC

O DOC pode retornar por diferentes motivos, e é importante entender cada um deles. (Foto: Cointelegraph)

E se o beneficiário errado se recusar a devolver o dinheiro?

Você não pode retirar o dinheiro sem o consentimento do beneficiário errado. O beneficiário deve aceitar que a transação errada seja feita, mas não é tão fácil

Nesse caso, entre em contato com seu banco e atualize o assunto claramente. Para manter um registro de sua reclamação; tente sempre enviar o assunto em detalhes para uma melhor comunicação. Registre um BO.

Se ele ou ela se recusar a devolver seu dinheiro, você também poderá entrar com uma ação judicial, mas a situação se tornará mais complicada se o seu banco e os bancos do beneficiário forem diferentes e / ou estiverem em cidades diferentes.

Tomando rota legal é demorado, o que envolve muitas formalidades, incluindo honorários advocatícios, etc.

Se um beneficiário estiver bem em devolver seu dinheiro, leva de 8 a 10 dias úteis para recuperá-lo. Caso contrário, você deve provar a transação com a ajuda da declaração correta, endereço e prova de identificação etc.

Lista de motivos para retorno de transferência DOC

Os seguintes motivos são listados com o DOC para que você entenda o que aconteceu com a transferência:

51 – Divergência no valor recebido

52 – Recebimento efetuado fora do prazo

53 – Apresentação indevida

56 – Transferência insuficiente para a finalidade indicada

57 – Divergência ou não preenchimento de informação obrigatória

58 – Depósito em conta de poupança recusado

59 – Ausência da expressão “Transferência internacional em reais – Natureza da operação”, aplicado aos DOC destinados à transferência internacional de recursos em moeda nacional, emitidos sem consignar, de forma clara e destacada, a expressão “Transferência internacional em reais – Natureza da operação”

62 – Ausência ou divergência na indicação do número do CPF/CNPJ

66 – DOC D de conta individual (único CPF) para conta conjunta (dois CPF) e vice-versa

67 – DOC D sem a indicação do tipo de conta debitada ou creditada

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário