Agendar transferência de veículo: como fazer?

Em Educação financeira por André M. Coelho

Veículos usados ​​para venda direta do proprietário são anunciados na seção de classificados dos principais jornais e em sites como OLX, Mercado Livre, e muitos outros sites especializados na venda de carros usados.

Depois de comprar seu carro usado, é necessário seguir alguns passos para a transferência do veículo. E pode ser necessário fazer o agendamento da transferência para não ter atrasos.

Como agendar transferência de veículo?

Para realizar o agendamento de transferência de veículo, você vai seguir os seguintes passos:

Passo 1: digitar no Google agendar transferência de veículo DETRAN YY

Troque YY pela sigla do estado onde você quer agendar a transferência de veículo. No nosso caso, vamos usar RJ (Rio de Janeiro) como exemplo. O agendamento pode ser feito também pelos postos centralizados, como Poupatempo, UAI, entre outros nos diferentes estados. Entre no site desses postos e procure pela opção de serviços de veículos.

Passo 2: escolher o tipo de agendamento necessário.

Pode ser necessário escolher entre 3 tipos diferentes de veículos:

Não se esqueça que você deve pagar as taxas antes do próximo passo.

Passo 3: preencher os dados

Preencha os dados solicitados na tela, tais como:

Passo 4: confirme os dados e envie

Confirme as informações na tela e envie os dados. Veja onde foi agendado seu atendimento e compareça, sem falta.

Transferência agendada de veículo

Caso tenha que transferir seu veículo, faça o agendamento no DETRAN para agilizar o processo. (Imagem: divulgação)

Agendamento para transferir veículo: quais documentos preciso?

Dois documentos são necessários para transferir a propriedade de um veículo:

Um documento de licença de veículo (Certificado de Licenciamento do Veículo – CRLV)

Um documento de registro de veículos (Certificado de Registro do Veículo – CRV).

O documento de registro CRV detalha o atual proprietário registrado e seu endereço, o veículo, model, cor e capacidade do motor. Este documento também contém um documento de transferência destacável (Documento de Transferencia) em duas partes.

Nota: O CRV nunca deve ser mantido no carro.

A licença CRLV é mantida no veículo em todos os momentos e prova que todos os impostos (IPVA) são pagos e atualizados. Também prova que não há multas pendentes para aceleração ou estacionamento.

O comprador e o vendedor datam e corrigem as duas partes separadas do documento de transferência do CRV e mantêm sua parte. A assinatura do comprador precisará ser autenticada (Reconhecer Firma) em uma Cartório. Há também um espaço no documento de transferência para observar o preço do carro.

O vendedor mantém o documento de licença CRLV; Um novo CRLV no nome do comprador chegará através do post depois de concluir as etapas abaixo. O CRLV do vendedor não é mais válido.

Obrigações do vendedor na transferência do veículo

O vendedor deve apresentar sua prova de documento de transferência para o departamento de transporte nacional local (Detran) dentro de trinta dias. Isso deve ser feito pessoalmente e não pode ser enviado por correio. A falha em fazê-lo resultará no vendedor responsável por quaisquer ofensas cometidas pelo novo proprietário.

Obrigações do comprador na transferência do veículo

O comprador ou a pessoa autorizada a agir sobre o nome do comprador, por exemplo, um parente ou despachante (facilitador administrativo), deve fazer o seguinte:

Visite um ramo de um banco e apresentar o documento de transferência

Pagar quaisquer penalidades, multas e impostos rodoviários em circulação, como DPVAT e IPVA

Pagar uma taxa administrativa. O Banco emite o comprador um recibo (o Autenticação Digital). Isso é evidência de que não há cobranças pendentes relacionadas ao veículo

O comprador leva este documento para a seção do Seção de Prontuário do Escritório de Detran local, com os seguintes documentos:

CRV (com o documento de transferência concluído, datado e assinado)

Número do contribuinte individual (Cadastro de Pessoa Física – CPF), ou Número de Identidade do Estrangeiro (Registro Nacional de Estrangeirão – RNE) ou Carteira de habilitação

Comprovante de endereço.

O comprador recebe uma forma para preencher e retornar ao oficial de plantão

O processo de transferência agora é concluído, e um novo documento de registro é enviado para o novo endereço registrado pelo proprietário.

A falha em concluir o processo dentro de trinta dias resultará em uma penalidade de cinco pontos na carteira de condução do comprador e uma multa.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário