Portabilidade de financiamento imobiliário: como fazer?

Escrito na categoria "Empréstimos e financiamentos" por André M. Coelho.

Em linha com as tendências mundiais, o Banco Central do Brasil e o Conselho Monetário Nacional emitiram, em 4 de maio de 2020, a Resolução 1 de 4 de maio de 2020 e a Circular nº 4.015 de 4 Maio de 202, que estabeleceram o cronograma e as regras relevantes para a implementação do open banking no Brasil.

De um modo geral, o banco aberto pode ser definido como o compartilhamento de produtos, serviços e dados por instituições financeiras e outras instituições licenciadas por meio da integração de plataformas e infraestrutura de sistemas de informação (APIs), a fim de promover um ambiente mais seguro, eficiente e ambiente descentralizado.

Hoje em dia, o setor bancário enfrenta muitas dificuldades para promover soluções inovadoras e diretas, uma vez que as instituições financeiras não conseguem acessar os dados financeiros dos clientes mantidos por outra instituição financeira de forma segura. Uma dessas soluções, já oferecida há algum tempo, é a portabilidade de financiamento imobiliário. Vamos explicar.

O que é a portabilidade financiamento imobiliário?

Em resumo, a portabilidade do financiamento imobiliário é a possibilidade de transferir seu atual financiamento imobiliário para outra instituição livremente, e é um dos princípios do open banking. Assim, você pode ir para uma instituição que está oferecendo melhores condições de empréstimo, como um prazo maior ou menores taxas de juros.

Como solicitar portabilidade de financiamento?

Com a implementação do open banking, a critério do cliente, as instituições financeiras poderão processar dados pessoais e transacionais mantidos por outra instituição financeira, o que beneficia o mercado ao promover a concorrência e proporcionar mais conforto e comodidade aos indivíduos. Com uma abordagem de implementação em fases, espera-se que até outubro de 2021 o mercado financeiro brasileiro tenha concluído as etapas em direção a um ecossistema interoperável e centrado no cliente.

Dentro deste sistema, o pedido de portabilidade é simples.

Passo 1: pesquisa

O primeiro passo é pesquisar onde seu financiamento imobiliário pode ser mais barato ou que ofereça um prazo maior.

Passo 2: pedido

Converse com o gerente do banco ou instituição financeira para onde quer levar seu financiamento. Ele entrará em contato com a instituição onde você tem seu financiamento atual.

Passo 3: negociação

Seu banco ou instituição financeira original terá o prazo de até 5 dias úteis para negociar as condições do seu empréstimo para te manter com a instituição.

Passo 4: novo financiamento

Assim que passarem 5 dias, seu financiamento já estará na nova instituição financeira, e é só pagar normalmente como acordado. Ou continuar com seu financiamento antigo, só que com novas condições.

Portabilidade de financiamento

A portabilidade do financiamento imobiliário ajuda a aproveitar melhores oportunidades e condições para o financiamento. (Imagem: RateSpy.com)

Quanto custa fazer portabilidade de financiamento imobiliário?

Nada. O direito de portabilidade de dados é fundamental para uma sociedade aberta, embora sua eficácia seja complexa, considerando que depende de arranjos dos setores que não devem se limitar a telecomunicações e serviços bancários. Empresas e reguladores deveriam seguir o exemplo do Banco Central e do Conselho Monetário para avançar na viabilização da portabilidade dos dados de forma moderna e segura conforme a demanda da sociedade da informação.

Como reduzir a taxa de juros de financiamento?

Basicamente negociar. Com a negociação com as instituições financeiras, você pode conseguir reduzir os juros do seu financiamento. Pode ser necessário comprar algum serviço da empresa, como um pacote de serviços, ou abrir uma conta para reduzir os juros. A conversa deve ser feita com mais de uma instituição para ter os juros reduzidos.

Qual é o melhor banco para fazer a portabilidade imobiliária?

O melhor banco é o que oferecer as menores taxas de juros. Para chegar à menor taxa de juros, é só fazer a negociação.

Geralmente a Caixa tem as menores taxas de juros para financiamentos imobiliários. Porém, não é sempre assim. Reforçamos: negocie suas taxas de juros.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário