Seguro para pet, vale a pena?

Escrito na categoria "Educação financeira" por André M. Coelho.

Em todo o país, o seguro para animais de estimação está ganhando popularidade. Mas, realmente vale o seu investimento? Mesmo assim, o seguro para animais de estimação é menos essencial do que outras formas de seguro, como um plano de saúde e automóvel, o que torna difícil avaliar seu valor. Dê uma olhada nas informações abaixo para saber como funciona o seguro para animais de estimação, o que ele cobre e se você deve ou não considerar a compra de um seguro para seu pet.

O que é um seguro para pet?

Quando seu animal de estimação sofre de uma doença ou lesão inesperada, seu orçamento pode limitar sua capacidade de cuidar deles adequadamente.

Na verdade, um em cada quatro cães terá câncer em algum momento de sua vida, e o tratamento médio pode custar milhares de reais. Por mais que me doa dizer isso, eu não poderia pagar um plano de tratamento de milhares de reais se meu pet precisasse – e imagino que não estou sozinho.

O seguro para animais de estimação pode ajudá-lo a economizar dinheiro em qualquer coisa, desde pontos a cirurgias que salvam a vida de seu animal de estimação. Ele protege você de despesas não planejadas que ocorrem quando seu cão, gato, réptil, pássaro ou outro animal fica doente ou ferido, para que você possa manter a saúde de suas finanças e de seu animal de estimação ao mesmo tempo.

O seguro para animais de estimação vale a pena?

Para aqueles que procuram um “sim” ou “não” direto, peço desculpas antecipadamente. A verdade é que depende. O prêmio anual médio do seguro para animais de estimação ode ser até 5 vezes mais cara do que o custo anual do veterinário. Porém, tem se tornado muito comum donos de pet lidando com contas de 1 salário mínimo ou mais.

Resumindo, o valor do seguro para animais de estimação se resume ao uso. Se você usa, tem valor; se você não fizer uso, não faz sentido.

Com isso em mente, a pergunta que você deve fazer é se o seguro para animais de estimação faz sentido para você e seu amigo peludo. Se seu animal de estimação é geralmente saudável, a chance de uma conta do veterinário robusta pode parecer o menor dos dois males, quando comparada ao custo crescente dos prêmios de seguro. No entanto, se você puder pagar um pagamento mensal adicional talvez deva considerar algumas opções de política para seu próprio tranquilidade.

Seguro para bichos de estimação

O seguro para pets pode te proteger de emergências financeiras com o bichinho de estimação. (Imagem: divulgação)

Como funciona o seguro ou assistência pet?

Em muitos aspectos, o seguro para animais de estimação é muito parecido com o seguro saúde.

Se seu filho quebrar a perna, você o leva ao hospital e liga para a seguradora; o mesmo vale para seu animal de estimação. Tanto o seguro saúde quanto o seguro para animais de estimação também têm prêmios mensais e franquias. No entanto, há uma distinção importante entre a forma como o seguro para animais de estimação funciona, em comparação com o seguro saúde.

Quando seu filho quebra a perna, a seguradora paga antecipadamente as despesas médicas. Você receberá uma conta posteriormente para cobrir sua parte nas despesas. No entanto, se seu cão fizer o mesmo, você ainda terá que pagar a conta – sem trocadilhos. Em vez disso, a seguradora do seu animal de estimação irá reembolsá-lo pelas contas médicas mais tarde, mas você terá a responsabilidade inicial de pagar pelos cuidados de saúde do seu animal de estimação.

O que o plano de saúde pet cobre?

O que a maioria das seguradoras oferece é proteção para suas finanças e seu animal de estimação quando surgem custos inesperados, normalmente devido a um acidente ou doença.

Se seu animal de estimação sofrer uma mordida ou queimadura, por exemplo, sua seguradora pode ajudá-lo a pagar opções de tratamento, como antibióticos, suturas e até cirurgia. O seguro também pode ajudá-lo a cuidar de seu animal de estimação, caso ele venha a apresentar complicações de saúde, como infecção do trato urinário, artrite ou até mesmo doenças com risco de vida, como insuficiência renal.

O que muitos planos de saúde e seguradoras não cobrem, entretanto, são os cuidados de rotina para animais saudáveis. Se você estiver levando seu gato para um exame anual, por exemplo, ou trazendo seu cachorro para uma vacina contra a raiva, as seguradoras geralmente esperam que você cubra esses custos por conta própria.

Se você quiser uma apólice que inclua cobertura para procedimentos e cuidados antecipados, procure uma empresa que ofereça cobertura de bem-estar, também chamada de “cuidado preventivo” ou “cuidado de rotina”, incluído em suas apólices ou como um complemento.

Tipos de seguro e planos de saúde para animais de estimação

Enquanto a maioria das apólices são altamente personalizáveis ​​- adaptadas à raça, idade e mais – as empresas geralmente oferecem três tipos principais de cobertura: apenas acidente, acidente e doença e bem-estar.

1. Apenas acidentes

As políticas de apenas acidentes são muito fáceis de entender. Se o seu animal ingere uma substância tóxica, por exemplo, uma apólice de seguro contra acidentes geralmente cobre serviços como raios-X, exames de sangue, cirurgia e muito mais. Essas políticas fornecem a cobertura mais básica para seu animal de estimação e, como resultado, são as mais baratas.

2. Acidentes e doenças

Esta opção é, de longe, a mais popular. Na verdade, cerca de 95% das apólices de seguro para animais de estimação são planos contra acidentes e doenças para cães, gatos e outros animais.

Além das situações seguradas em uma apólice somente de acidentes, a cobertura de doença adicional inclui qualquer coisa, desde infecção de ouvido até câncer, incluindo custos relacionados ao diagnóstico de condições.

3. Bem estar

A cobertura de bem-estar está disponível para os cuidados preventivos de rotina do seu animal – como exames anuais e vacinas – e é normalmente oferecida como um complemento para o seu plano.

4. Extras

Além das opções listadas acima, muitas empresas oferecem benefícios adicionais, que podem ou não estar incluídos nos planos regulares de acidentes e doenças das seguradoras (algumas apresentam esses benefícios como opções de cobertura adicionais).

Alguns planos e políticas incluem tratamentos para terapias alternativas, como quiropraxia e acupuntura; condições comportamentais; e até mesmo próteses e dispositivos de mobilidade – que normalmente não são cobertos por seguradoras de animais de estimação. Podem inclueir até cuidados dentários.

Se, no entanto, os vários tipos de seguro e benefícios adicionais são opressores para você, considere seguradoras como Limonada e Abóbora.

Exclusões do plano de saúde ou seguro para animal de estimação

Ao pesquisar, lembre-se de que algumas circunstâncias e condições geralmente não são elegíveis para cobertura.

Por exemplo, muitas empresas não oferecem cobertura para certas doenças específicas da raça ou procedimentos cosméticos. Além disso, nenhuma empresa cobrirá condições pré-existentes; no entanto, o plano de seguro para cães da Embrace diferencia entre doenças pré-existentes curáveis ​​e incuráveis, para que os donos de animais ainda possam receber alguma assistência.

Além disso, muitas empresas não oferecem cobertura para animais de estimação acima de uma certa idade. A abóbora, por outro lado, não tem um limite máximo de idade e oferece políticas para qualquer cão ou gato com mais de oito semanas.

Custo do seguro do animal de estimação

O custo médio do seguro para animais de estimação é de aproximadamente 7,5% a 20% do salário mínimo. O valor que você paga depende da idade e da raça do seu animal de estimação, de onde você mora, bem como da quantidade de cobertura que deseja.

Ao avaliar as opções e custos de cobertura, certifique-se de pesquisar o prêmio, a franquia, a porcentagem de reembolso e os limites de cobertura. Seu prêmio é o que está listado acima – cerca de 7,5% a 20% do salário mínimo – e é o preço que você paga por mês para garantir os cuidados do seu animal de estimação.

Lembre-se de que, com o seguro de animais de estimação, também pode haver uma franquia – o valor que você pagará antes que sua seguradora comece a cobrir os custos. Estes valores podem variar, mas geralmente não chegam a mais de 50% do salário mínimo.

Limites de cobertura de seguro para animais de estimação

Por fim, o limite de cobertura é o valor máximo que sua seguradora fornecerá para despesas médicas.Pode chegar a até 10 salários mínimos nos melhores planos e seguros de saúde.

Além desses fatores, existem muitas outras maneiras de manter baixos os custos do seguro para animais de estimação. Por exemplo, muitas apólices de seguro para animais de estimação têm prêmios crescentes à medida que os animais de estimação envelhecem, então certifique-se de segurar seu animal enquanto ele ainda é jovem e saudável.

Além disso, você pode economizar dinheiro pagando seu prêmio anualmente, em vez de mensalmente. Muitas seguradoras também oferecem descontos para proprietários de animais de estimação no serviço militar ou aqueles com vários animais de estimação.

Você deve comprar um seguro ou plano de saúde para pets?

Embora você não possa ver o futuro, existem características que tornam alguns animais de estimação mais suscetíveis a condições e problemas específicos, o que torna o seguro para animais de estimação muito mais valioso.

Por exemplo, os cães de raça pura têm maior probabilidade de desenvolver certas condições hereditárias. Da mesma forma, animais mais velhos têm uma chance maior de complicações de saúde, o que pode exigir mais visitas ao veterinário para mantê-los felizes e saudáveis. Ao mesmo tempo, conforme mencionado acima, alguns animais de estimação apresentam doenças pré-existentes que não são cobertas pelo seguro, tornando o investimento menos vantajoso.

Simplificando, o seguro para animais de estimação não é para todos. Se você já estabeleceu um fundo de emergência veterinário saudável, uma apólice pode não valer o preço do aumento dos prêmios. Mas, se você está preocupado com a ameaça de “eutanásia econômica”, um plano de seguro para animais de estimação pode oferecer um enorme valor e paz de espírito.

Avalie a raça e as necessidades exclusivas de seu animal de estimação, bem como sua própria capacidade de assumir despesas inesperadas, para determinar se o seguro para animais de estimação é certo para você.

Como escolher o plano ou seguro de saúde para animais de estimação?

Para escolher sua apólice, primeiro determine que tipo de cobertura você deseja para seu animal de estimação e depois compare as opções.

Se você está preocupado com o custo, compare as políticas somente para acidentes e evite benefícios adicionais. Algumas pesquisas revelam que os complementos de cuidados preventivos são um mau investimento para seu animal de estimação, portanto, você também pode cortar custos facilmente ignorando a cobertura de bem-estar.

Finalmente, antes de comprar uma apólice ou plano de saúde, certifique-se de entender completamente o que é e o que não é coberto por sua seguradora – incluindo circunstâncias e condições, bem como o valor das despesas médicas de seu animal de estimação. Além disso, muitos prêmios aumentam à medida que seu animal de estimação envelhece, portanto, certifique-se de estar ciente desses aumentos de preços antes de comprar.

Alternativas ao seguro ou plano de saúde para animal de estimação

Se o investimento no seguro para animais de estimação vale ou não, é uma decisão pessoal que só você pode tomar. No entanto, existem alternativas ao seguro que podem ajudá-lo a economizar dinheiro em cuidados com animais de estimação.

1. Compre cuidados a preços acessíveis

Em vez de comprar apólices de seguro que cubram contas altas do veterinário, solicite orçamentos de várias clínicas para encontrar o preço mais baixo para o serviço de que você precisa. Você também pode pesquisar escolas veterinárias locais, que podem administrar clínicas de baixo custo para residentes com renda limitada. Ou obtenha conselhos gratuitos de um veterinário online;

2. Pague conforme usar ou Pay as You Go

Outra alternativa é distribuir o custo das despesas do veterinário. Alguns veterinários oferecem planos de pagamento para ajudar aqueles que não podem pagar contas repentinas e substanciais. Além disso, sites diversos oferecem opções de financiamento semelhantes para donos de animais de estimação que precisam de soluções criativas.

3. Encontre financiamento grátis

Finalmente, você pode considerar a busca de suporte gratuito. Sites de crowdfunding podem ajudar os proprietários a arrecadar dinheiro para cuidar de seus animais de estimação. Existem também algumas organizações sem fins lucrativos e fundações incríveis, que oferecem assistência financeira para donos de animais necessitados.

Vale a pena seu seguro ou plano de saúde animal?

No final do dia, se o seguro para animais de estimação vale ou não o preço depende de quem está perguntando.

Você poderia pagar um pagamento adicional de seguro de até 20% do salário mínimo por mês? Ou você já tem um fundo substancial de emergência para veterinários? Seu animal de estimação tem problemas de saúde? Ou você tem investido em cuidados preventivos de rotina para mantê-los saudáveis?

Se você quiser considerar a compra de uma apólice ou plano de seguro, pense na raça e nas necessidades do seu animal de estimação, bem como na sua própria tolerância ao risco. Avalie o custo hoje e como ele pode mudar à medida que seu animal de estimação envelhece. Certifique-se de comparar cotações e opções de cobertura de empresas, e entre em contato com as seguradoras para encontrar a apólice que melhor atenda às suas necessidades e às do seu animal de estimação.

Por mais desafiador que seja pensar que seu animal vai ficar doente ou se machucar, a melhor maneira de se preparar para despesas inesperadas é esperar por elas. Se você optar por antecipar esses custos por meio de orçamento ou uma apólice de seguro, isso é secundário; lembre-se de que o objetivo final é proteger a si mesmo, proteger seu animal de estimação e garantir que vocês dois possam ficar juntos pelo tempo que puderem.

Dúvidas? Deixem nos comentários suas perguntas!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Crédito ou débito? Esta é uma pergunta quase sempre feita ao se pagar com cartão mas é uma questão também comum na vida de muitos brasileiros. Com mais de 300 horas em cursos de finanças, empreendedorismo, entre outros, André formou-se em pedagogia e se especializou em educação financeira. Dá também consultorias financeiras e empresariais quando seus clientes precisam de ajuda e compartilha conhecimentos aqui neste site.

Aviso legal

O conteúdo apresentado no site é apenas informativo com o objetivo de ensinar sobre o funcionamento do mundo financeiro e apresentar ao leitor informações que o ensine a pensar sobre dinheiro. O site Crédito ou Débito não faz recomendações de investimentos e em nenhuma hipótese pode ser responsabilizado por qualquer tipo de resultado financeiro devido a práticas realizadas por seus leitores.

Deixe um comentário